Principal fonte de recursos da Fomento Paraná, BNDES aumenta limite de crédito da instituição
12/05/2022 - 14:32

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, principal fonte de recursos de longo prazo para financiamento de empreendimentos no País, aumentou de R$ 123,9 milhões para R$ 150,4 milhões o limite de crédito da Fomento Paraná para repasse de recursos para atender as micro e pequenas empresas paranaenses. O novo limite é válido para o período de abril de 2022 a abril de 2023.

Atualmente o BNDES é a principal fonte de recursos para as operações de crédito contratadas pela Fomento Paraná na carteira do Setor Privado. Os repasses incluem desde as operações de microcrédito, que atendem empreendedores informais e microempresas, limitadas a R$ 20 mil, até empresas de pequeno e médio porte, que podem financiar projetos de até R$ 17 milhões, de acordo com a política de crédito da instituição.

Para o diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves, esse aumento de limites é um sinal de confiança no trabalho da instituição. “A Fomento Paraná vem fazendo um grande esforço para ampliar as parcerias e ampliar a presença no Estado colocando cada vez mais crédito à disposição dos empreendedores. Essa sinalização de limites do BNDES é importante para os projetos de nossos parceiros e potenciais clientes”, afirma Neves.

Além dos novos limites do BNDES, a Fomento Paraná vem trabalhando em fontes alternativas para captação de recursos para atender às necessidades das empresas paranaenses neste momento em que começa a tomar corpo a retomada da atividade econômica pós-pandemia.

O Conselho de Administração (CAD) da instituição aprovou nesta terça-feira (10) a contratação da primeira captação internacional para a Fomento Paraná. São até US$ 50 milhões (cerca de R$ 256 milhões) de uma abertura de crédito do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), destinados a empréstimos e financiamentos de empreendimentos do Setor Privado.

A negociação entre as entidades para esta captação vem se desenrolando desde 2019. O projeto envolveu colaboradores das áreas de Planejamento Estratégico, Financeiro, Contabilidade, Riscos e Compliance e das diretorias Jurídica, Operações do Setor Privado, Mercado e Administrativa e Financeira.

O contrato deve ser assinado ainda em maio, permitindo a recepção da primeira tranche de recursos, de US$ 3 milhões (R$ 15 milhões), que serão destinados inicialmente a operações de microcrédito.

OUTRAS CAPTAÇÕES – A Fomento Paraná também captou recentemente um repasse da Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 11 milhões, e outros R$ 10 milhões do BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul. Nos dois casos os recursos são direcionados a operações de microcrédito, nas linhas do Banco da Mulher Paranaense e Banco do Empreendedor.

“A captação de recursos integra a Estratégia de Longo Prazo da Fomento Paraná e visa a diversificação das fontes para colocar mais recursos girando na economia paranaense por meio das diferentes linhas de crédito dedicadas aos informais, MEIs e microempresas, que é o foco da instituição, conforme determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior”, detalha Neves.

Também é parte, acrescenta, da estratégia de buscar fontes de recursos com boas condições de custos como forma de manter a política de juros abaixo do mercado.

Além do microcrédito, os recursos das novas captações serão destinados também a outras linhas de crédito, como o Banco da Mulher Paranaense, Fomento Turismo, Fomento Giro Fácil, entre outros programas em estudo pela Fomento Paraná, de acordo com as condições ofertadas para cada tipo de repasse, como projetos de investimento ou capital de giro e os prazos de reembolso dos recursos à CAF.

COMO ACESSAR – As linhas de crédito da Fomento Paraná podem ser acessadas pelo site www.fomento.pr.gov.br ou por meio dos agentes de crédito e correspondentes da rede de parceiros da instituição nas prefeituras, salas do empreendedor, agências do trabalhador, associações comerciais e empresariais, além de diversas sociedades empresariais especializadas.

Últimas Notícias