Fomento Paraná oferta crédito com condições especiais a empreendedores afetados pelas chuvas
09/01/2023 - 18:22

 

A Fomento Paraná recebeu mais de R$ 10 milhões em pedidos de financiamento pela linha Paraná Recupera. São empréstimos para empreendedores de mais de 40 municípios afetados pelas chuvas nos últimos meses e que tiveram o estado de emergência homologado pelo Governo do Estado. Nesta terça e quarta-feira (10 e 11), uma equipe da instituição estará em Morretes, no Litoral, divulgando as condições especiais desta linha.

“Todo empreendedor que tenha sido atingido, mesmo que indiretamente, pelo excesso de chuvas pode procurar o agente de crédito ou o correspondente da Fomento Paraná do seu município para obter esse crédito ainda mais barato”, explica Heraldo Neves, diretor-presidente da Fomento Paraná.

A linha de crédito Paraná Recupera foi retomada em novembro, após autorização do governador Carlos Massa Ratinho Junior, com base na lei estadual nº 20.164/20. Os empreendedores podem obter crédito para capital de giro com condições diferenciadas, pagando uma taxa fixa de 7,17% ao ano. O Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE) subsidia a diferença para o custo total do crédito.

Ela é destinada a empreendedores informais, MEIs, micro e pequenas empresas que tenham sido atingidos direta ou indiretamente pelas condições climáticas adversas.

Renato Maçaneiro, diretor de Operações do Setor Privado da Fomento Paraná, destaca aos empreendedores que as condições diferenciadas valem por seis meses a partir da homologação do estado de emergência.

“Nossa rede de agentes e correspondentes está preparada para orientar os empreendedores desses municípios a solicitar essa condição especial logo no pedido de crédito, pois representa uma grande economia em encargos financeiros que acabam sendo revertidos em benefício da própria empresa”, afirma o diretor.

Os prazos para pagamento serão os mesmos das linhas tradicionais da Fomento Paraná. No microcrédito, em valores até R$ 20 mil, para empresas com faturamento de até R$ 360 mil ao ano, o prazo é de até 36 meses, com carência de até três meses.

Os empréstimos entre R$ 20 mil e R$ 500 mil, para micro e pequenas empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões ao ano, têm prazo de até 60 meses, com uma carência de até 12 meses.

SETOR PÚBLICO – No caso dos municípios atingidos, as prefeituras podem requerer uma moratória no pagamento de parcelas de contratos vigentes com a instituição e, também, solicitar um novo financiamento com custos apenas de correção monetária (IPCA).

O prazo para solicitar o crédito à Secretaria de Estado das Cidades é de até seis meses a partir da homologação pelo Estado do decreto de situação de emergência.

COMO CONTRATAR – O crédito para os empreendedores dos municípios que tiverem situação de emergência homologada deve ser solicitado por meio da rede de agentes de crédito ou correspondentes da Fomento Paraná, que estão capacitados para orientar os empresários, encaminhar a documentação e acompanhar o andamento das propostas. A lista dos agentes e correspondentes pode ser consultada neste LINK.

Também é possível acessar por meio da plataforma online da Fomento, no portal www.fomento.pr.gov.br.

 

Últimas Notícias