Governo autoriza repasse para construção da nova prefeitura de Pato Branco
09/08/2019 - 18:08

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta quinta-feira (8), em Pato Branco, o repasse de R$ 20 milhões para a construção do novo prédio da prefeitura da cidade. O convênio prevê R$ 6 milhões de contrapartida municipal. 

A estrutura atual foi inaugurada em 1968 e não comporta mais todas as secretarias e departamentos, o que exige o pagamento de aluguéis. A nova sede possuirá cerca de 12 mil metros quadrados divididos em subsolo, térreo e mais sete andares. A intenção do município é abrigar as secretarias, um estacionamento, espaço com refeitório e auditório para 350 lugares. O terreno tem15 mil metros quadrados e está localizado na esquina da Rua Assis Brasil com a Avenida Inovação, no bairro Bortot.

O governador destacou que a nova estrutura respeita o eixo de desenvolvimento planejado no passado, com intuito de reestruturar a região Norte da cidade. “Pato Branco tem contribuído junto com todo o Sudoeste para o desenvolvimento do Estado. Nós estamos preparando essa região para crescer ainda mais e melhorar a vida das pessoas”, afirmou. “Conseguimos fazer investimentos graças ao enxugamento da máquina pública. Quando se acaba com aquilo que não é prioridade, sobra dinheiro para aquilo que é”.

O chefe da Casa Civil, Guto Silva, citou o viés urbanístico da obra e disse que o investimento é parte de um complexo que abrangerá um parque ambiental e um contorno rodoviário. “Além de modernizar a estrutura da prefeitura, muda todo o eixo de desenvolvimento para a área Norte. Criaremos um Centro Cívico e uma área de serviços, que modificam a realidade da cidade”, completou.

Segundo o prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, o prédio novo também trará economia aos cofres públicos. “A prefeitura induz o desenvolvimento. A estrutura do nosso trabalho já não cabe no prédio atual e deixaremos de arcar com aluguéis. Urbanisticamente, é muito importante para o município e uma demanda antiga”, disse.

O vice-presidente da Associação Empresarial de Pato Branco, Roberto Elias da Silva, complementou que, junto com a prefeitura, a região Norte ainda receberá shoppings centers e hotéis. “É para onde a cidade pode se expandir com grandes possibilidades de empreendimentos. Antes, tudo se concentrava no Centro e agora teremos uma nova área estratégica”.

O projeto foi desenvolvido por seis arquitetos e urbanistas que atuaram no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Pato Branco (IPPUPB). Os profissionais foram convidados a elaborar o projeto pela ligação cultural com a cidade e a necessidade de integrar rotinas do serviço público e demandas dos cidadãos. A expectativa é de que as obras comecem ainda neste ano.

DEMAIS MUNICÍPIOS - No mesmo evento, na Sociedade Rural de Pato Branco, o governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou a liberação de outros R$ 8 milhões para mais dez municípios da região Sudoeste.

Os convênios da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas atenderam seis municípios: Palmas, Saudade, Rio Bonito do Iguaçu, Mariópolis, Mangueirinha e Clevelândia. Eles fazem parte das linhas Sistema de Financiamento dos Municípios (SFM), parceria entre a secretaria e a Fomento Paraná, e Plano de Apoio aos Municípios (PAM), que é de recursos a fundo perdido.

Além de Pato Branco, Palmas foi a cidade contemplada com mais recursos. O montante será destinado para um barracão industrial, a construção do Centro de Saúde do Idoso e a implementação permanente da feira do produtor. Os valores somam R$ 1,54 milhão.

Segundo o prefeito de Palmas, Dr. Kosmos, o Centro de Saúde do Idoso contará com médico, dentista, nutricionista, fisioterapeuta e espaço para exames laboratoriais. “Temos uma cidade com 52 mil habitantes. A partir de 60 anos as dificuldades aumentam muito nos postos de saúde, então os idosos passarão a ter atendimento especializado”, explicou.

Para a cidade de Mangueirinha foram repassados três caminhões 6x4, um veículo sedan para atender as secretarias municipais e uma pá carregadeira, no valor de R$ 1,28 milhão.

Mariópolis recebeu da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas a autorização para a revitalização da praça municipal, no valor de R$ 847 mil. Com área de 3.268,91 metros quadrados, o local inclui quadra de esportes, playground, academia para a terceira idade, área de convivência com espaços para estar, palco, reforma das arquibancadas e placas, com serviços de movimento de terra, estruturas, paredes em alvenaria de tijolos, alambrados, guarda-corpos, instalações elétricas, instalações hidrossanitárias, pisos, pinturas, pavimentação com paver, equipamentos para academia e bancos.

Rio Bonito do Iguaçu recebeu uma minicarregadeira e um veículo; Saudade, uma pá carregadeira; e Clevelândia outra minicarregadeira.

O prefeito de Saudade, Mauro Cesar, disse que a parceira com o Governo possibilitará estradas dignas para os agricultores locais. “São recursos a fundo perdido de R$ 250 mil que vão garantir melhor qualidade de vida para os nossos agricultores, que são a base da vocação do nosso município”, complementou.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega, os recursos atendem uma renovação de frota e a necessidade de estimular a estruturação das cidades, com possibilidade de incrementar a geração de emprego e renda. “Assim estamos mais próximos da população, com muita eficiência”.

INFRAESTRUTURA - A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística também liberou recursos para dois municípios. Bom Sucesso do Iguaçu e Chopinzinho receberam autorização de cessão pelo Estado de pré-moldados para construção de pontes, no valor de R$ 117 mil.

EDUCAÇÃO - A Fundepar autorizou recursos para revitalização de colégios estaduais em três cidades.

Bom Sucesso do Iguaçu recebeu a ordem de licitação do Colégio Estadual Castelo Branco, no valor de R$ 117 mil. Para Clevelândia foram entregues a obra de reforma do Colégio Estadual Abilio Carneiro (R$ 276 mil) e a ordem de licitação do Centro Estadual de Educação Profissional Assis Brasil (R$ 354 mil).

Chopinzinho recebeu a ordem de serviço do Colégio Estadual José Armim Matte, no valor de R$ 194 mil, e ainda liberação da última parcela da ampliação da UBS da Rua Santiago Dantas, no valor de R$ 250 mil.

PRESENÇAS - Estiveram presentes no encontro o secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; o diretor-presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Eduardo Bekin; os deputados estaduais Ademar Traiano, Luiz Fernando Guerra, Paulo Litro e Nelson Luersen; o presidente da Fundepar, José Maria Ferreira; prefeitos de todas as cidades contempladas; vereadores de Pato Branco e municípios vizinhos; além de autoridades e lideranças regionais.

 

BOX

Malha aeroviária trará desenvolvimento ao Paraná, diz governador

O governador Carlos Massa Ratinho Junior destacou nesta quinta-feira (8), na Sociedade Rural de Pato Branco, que a junção dos voos diários da Azul na cidade e o programa Voe Paraná, em parceria com a Gol, apontam para momento inédito na história do Estado: a consolidação da malha aérea mais estratégica do País.

Ele celebrou ao lado do prefeito da cidade, Augustinho Zucchi, e lideranças locais o início da operação dos voos diários entre a capital e o Sudoeste, no começo da semana. Ele destacou que esses projetos paralelos proporcionam desenvolvimento econômico e a conquista de pequenas vocações no turismo. “Os grandes países do mundo se desenvolveram assim: ferrovias, rodovias e depois voos regionais. O Brasil fez um caminho inverso. Hoje estamos com voos diários em Pato Branco, dois voos diários em Cascavel, uma negociação com a Latam para aumentar o número de trechos e o Voe Paraná, com 12 destinos regionais”, afirmou. “O empresário muitas vezes quer investir no Interior, mas quer chegar rápido, com conexão célere. Não existe desenvolvimento econômico e atração de novos empregos sem ampliar a aviação”, acrescentou.

O governador ainda citou como conquistas a diminuição da alíquota do ICMS que incide sobre o querosene da aviação civil de 18% para 7% e a ampliação de 600 metros da pista do aeroporto de Foz do Iguaçu antes da concessão, para permitir aterrissagem de voos internacionais. “É o maior programa de voos regionais do País, isso dito pelo presidente da Gol na última quarta-feira”.

DESENVOLVIMENTO - O prefeito de Pato Branco disse que desde que assumiu a prefeitura optou por preservar o entorno do aeroporto para estruturar os voos diários, que se concretizaram nesta semana. “O aeroporto é e será a mola propulsora do desenvolvimento do Sudoeste do Paraná. No momento em que a comunicação é tão rápida, é inimaginável se locomover a passos de tartaruga. As cidades médias precisam ter opção de voos”, afirmou Augustinho Zucchi.

Ulisses Piva, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Pato Branco, disse que a sociedade paranaense esperava esses voos. “A nossa região sempre teve problema com as distâncias e esperamos que agora esse movimento tenha sucesso. O comerciante e o industrial têm necessidade extrema de voos regionais”, afirmou.

O presidente da Associação Empresarial de Pato Branco, Roberto Elias da Silva, disse que um tráfego aéreo pujante induz o desenvolvimento. “É muito importante para os empresários. Os voos diários facilitam muito, não precisamos perder 5 ou 6 horas nas estradas. O aeroporto é um indutor de novos negócios, facilita a vinda de investimentos para a região”.

VOE PARANÁ - O Voe Paraná foi lançado na quarta-feira e os municípios beneficiados pela adesão da companhia aérea Gol em parceria com a empresa de táxi aéreo TwoFlex são Paranaguá, Arapongas, Apucarana, Guarapuava, Campo Mourão, Francisco Beltrão, Paranavaí, Cianorte, Telêmaco Borba, Cornélio Procópio, União da Vitória e Guaíra, todos com população variando entre 32 mil e 155 mil habitantes. Os bilhetes começam a ser vendidos a partir de 2 de setembro e os voos regulares a partir de 22 ou 23 de outubro.

PRESENÇAS - Estiveram presentes no encontro os secretários estaduais de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, e Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega; o diretor-presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Eduardo Bekin; os deputados estaduais Ademar Traiano, Luiz Fernando Guerra, Paulo Litro e Nelson Luersen; o presidente da Fundepar, José Maria Ferreira; prefeitos de todas as cidades contempladas; vereadores de Pato Branco e municípios vizinhos; além de autoridades e lideranças regionais.