Fomento Paraná comemora 20 anos
08/11/2019 - 15:33

No dia 8 de novembro de 1999 o Banco Central do Brasil autorizou o funcionamento da Agência de Fomento do Paraná, hoje Fomento Paraná. A data foi comemorada nesta sexta-feira, 8, com uma reunião da diretoria da instituição com os colaboradores em um café da manhã.

Ao falar sobre a data, o diretor-presidente, Heraldo Neves, relembrou a razão e o momento no qual a instituição foi criada e destacou a importância histórica dos quadros de colaboradores que contribuíram, a cada momento, desde o início até os dias de hoje, para que a Fomento Paraná atingisse o patamar atual, com ativos que somam mais de R$ 2 bilhões e uma carteira de crédito com saldo em torno de R$ 1,2 bilhão. Foram citados na ocasião todos os diretores, os conselheiros de todos os órgãos, os colaboradores adidos, estagiários, os colaboradores permanentes, os assessores e os colaboradores terceirizados.

Heraldo Neves falou também sobre o especial momento vivido pela instituição, dos compromissos do Plano de Governo do governador Carlos Massa Ratinho Junior, do Banco da Mulher Paranaense, do Banco do Agricultor, dos processos de automação, da inovação das plataformas de crédito, da oferta do Microcrédito Fácil, da Linha Fomento Fácil.  “Trago aqui a mensagem de congratulações e os parabéns do nosso governador, que deposita na Fomento Paraná a sua total confiança para continuar a contribuir com o desenvolvimento do setor produtivo e dos municípios paranaense”, afirmou.

O diretor traçou um panorama sobre os acontecimentos recentes em âmbito nacional que podem afetar os rumos da empresa e do Sistema Nacional de Fomento, a partir das Propostas de Emenda Constitucional encaminhadas pelo Governo Federal para apreciação do Congresso Nacional. “Estamos atentos e criamos inclusive um grupo de trabalho para estudar as medidas propostas e as ações necessárias para atuar no que for preciso para defender os interesses e qualidades do sistema, para que este instrumento que é a Fomento Paraná possa prevalecer por muitos anos”, afirmou.

Outro ponto de destaque muito valorizado pelo diretor na história e no desempenho da instituição são as parcerias, que permitem a atuação em uma importante e robusta rede. O Sistema de Financiamento aos Municípios, que conta com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e o Serviço Social Autônomo Paranacidade; as parcerias com municípios e o SEBRAE para capacitação e manutenção dos agentes de crédito, e mais recentemente as federações e associações comerciais, com a criação da rede de correspondentes, e ainda a parceria com o BRDE e a Agência Paraná de Desenvolvimento – Investe Paraná, no Sistema Paranaense de Fomento, que atuam de forma coordenada e complementar.

“A essência da atuação da Fomento Paraná é atuar em rede. Somente existimos em função dessas parcerias e esta é a razão de valorizarmos nossos parceiros”, disse. “Presto nossas homenagens ao Sistema de Financiamento aos Municípios e, especialmente, aos agentes de crédito, que formam uma rede belíssima, apaixonada pelo que faz, e que já nos ajudou a colocar mais de R$ 900 milhões no mercado de crédito paranaense, com um saldo de carteira que beira os R$ 100 milhões somente em microcrédito”.

De acordo com o diretor, entre os desafios próximos da instituição estão a ampliação da atuação, da rede de parceiros para chegar no mínimo a 300 municípios, da continuidade do processo de automação, a entrega de novos fundos, e a instalação do Hub de Inovação do Sistema Paranaenses de Fomento.

GALERIA DE IMAGENS