• Português
  • Telefone da Nova Central de Atendimento Fomento Paraná
  • cataratas
  • ligeirão
  • Campo3
  • Unidade Móvel
  • milho
  • Maringá
  • afpr
  • torrado
  • barreado
  • afpr
  • pinheiros1
  • afpr
  • ilha
  • curitiba
  • Se você precisa
  • Paranaguá
  • Ilha do Mel

Serviços

Notícias

20/02/2018

Consultoria do BID inicia diagnóstico da Fomento Paraná

A Fomento Paraná recebe nesta terça (20) e quarta-feira o consultor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) Marco Fujihara, que está iniciando um processo de diagnóstico para implantação da política de sustentabilidade socioambiental da instituição.

O trabalho da consultoria integra o escopo de um convênio assinado em 2017 entre a Fomento Paraná e o BID com vistas à implantação de um escritório de projetos que envolvam eficiência energética e sustentabilidade socioambiental.

“O objetivo é preparar a instituição em questões internas e externas para que a Fomento Paraná seja reconhecida como uma instituição que tem o viés da sustentabilidade socioambiental”, explica a assessora de Planejamento da Fomento Paraná, Mayara Puchalski.

De acordo com o consultor Fujihara, as características da Fomento Paraná como instituição financeira de desenvolvimento permitem desenvolver uma enorme gama de projetos e podendo contar inclusive com a captação de recursos de fundos internacionais. “Há muito dinheiro disponível no mundo. O que falta são os projetos. E é para isso que vamos preparar a Fomento Paraná, que tem todas as condições de assumir a liderança em sustentabilidade entre as agências de fomento”, diz ele.

O presidente da Fomento Paraná, Vilson Ribeiro de Andrade, disse que a alta direção da empresa tem todo o interesse nesse projeto, porque há grandes oportunidades de negócio disponíveis. “A Fomento Paraná precisa buscar novas oportunidades para oferecer produtos rentáveis e atrativos ao mercado”, disse.

O convênio entre o BID e a Fomento Paraná terá duração de 48 meses, o BID repassará à instituição US$ 200 mil, em recursos não reembolsáveis, para o desenvolvimento do projeto.

Os recursos deste convênio são provenientes da Iniciativa Internacional de Proteção ao Clima (IKI) do Ministério Federal de Meio Ambiente, Proteção da Natureza, Construção e Segurança Nuclear da Alemanha, por meio do Programa de Financiamento Verde para a América Latina.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.