• Português
  • Telefone da Nova Central de Atendimento Fomento Paraná
  • cataratas
  • Unidade Móvel
  • Maringá
  • afpr
  • barreado
  • afpr
  • pinheiros1
  • curitiba
  • Se você precisa

Serviços

Notícias

06/09/2017

Ivaiporã deverá receber indústria que vai abrir 1.500 empregos

O município de Ivaiporã, no Vale do Ivaí, deverá receber um empreendimento de abate e processamento de frangos, com a previsão de gerar 1.500 empregos na região. O projeto é do grupo paranaense Jaguafrangos, com sede em Jaguapitã, no Norte do Estado. Nesta quarta-feira (6), o governador Beto Richa recebeu no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o presidente da Jaguafrango, Sidnei Bottazzari, e confirmou o apoio do Governo do Estado ao projeto.

“Vamos somar esforços para garantir a viabilidade desse importante projeto para Ivaiporã, que vai mudar a realidade não só do município, mas de toda a região, que precisa de novas indústrias e novos postos de trabalho, ainda mais nesse momento de crise nacional”, disse o governador. “Daremos toda atenção para fomentar o empreendimento”, afirmou.

O governo estadual deverá disponibilizar linhas de financiamento do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e da Fomento Paraná, além de incentivos do Paraná Competitivo. O Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) também deve apoiar. “Seremos responsáveis por estruturar todo o projeto e buscar os recursos necessários para a sua implementação do mesmo”, disse o vice-presidente e diretor administrativo do BRDE, Orlando Pessuti. A previsão, segundo ele, é de um investimento de cerca de R$ 150 milhões.

Para o prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, a instalação da fábrica vai mudar o histórico industrial do município. “Esta iniciativa é um marco para gente e para a toda a região, pois vai colaborar com a economia. As cidades aqui da região são jovens e precisam de muitos investimentos para se desenvolverem”, disse ele.

FÁBRICA – Para o presidente da Jaguá Frango, o apoio do governo estadual é essencial para o desenvolvimento do projeto. “O governo, por meio do BRDE, já tem colaborado conosco com financiamentos a nossos parceiros, que abatem frangos e os enviam para nós, e agora se mostra disposto a ser parceiro em mais esse projeto”, disse ele Sidnei Bottazzari.

O empreendimento da Jaguá Frango será construído em uma área de 36 mil metros quadrados. A previsão é que a fábrica seja entregue em 12 meses. A empresa tem 2.800 colaboradores, cinco filiais espalhadas pelo Estado e atende cerca de 15 mil clientes, com faturamento anual de R$ 800 milhões. Cerca de 210 mil aves são abatidas por dia.

EXPANSÃO - O governador lembrou que o Paraná passa pelo maior ciclo de industrialização de sua história, graças às ações do governo estadual, como o programa Paraná Competitivo, que oferece incentivos a empresas que investem no Estado. O programa foi reconhecido no ano passado pelo grupo britânico Financial Times como uma das oito melhores ferramentas de atração de investimentos do mundo.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.