• Português
  • cataratas
  • Campo3
  • Unidade Móvel
  • afpr
  • gado
  • Paranaguá
  • Pico Marunbi

  • "Linhas de Crédito para incentivar expansão dos empreendimentos do estado"

  • "Banco do Empreendedor: menores taxas e crédito especial"

  • "Incentivo aos micro e pequenos empreendedores do Paraná"

  • "Fomento Paraná: crédito mais baixo para novos níveis de qualificação empresarial"

  • "Economia local mais forte, próspera e menos vulnerável"

  • "Fomento Paraná: baixas taxas de juros e microcrédito mais atrativo"

  • "Integração econômica com o campo e com as cidades"

  • "Fortalecimento sustentável das atividades econômicas no estado"

Serviços

Banco do Empreendedor Paraná

O Programa Bom Negócio Paraná e o Banco do Empreendedor Paraná foram criados para você

Bom Negócio Paraná

O governo do estado do Paraná criou o Programa Bom Negócio Paraná e a Linha de Crédito do Banco do Empreendedor Paraná especialmente voltadas às micro e pequenas empresas dos setores industrial, comercial e de serviços de todo o estado.

Com ações voltadas ao desenvolvimento local econômico e social e à geração de emprego e renda, o programa disponibiliza capacitação, consultoria e acompanhamento de empreendedores, melhorando a gestão das empresas, contribuindo para a sustentabilidade dos negócios em cada região do Paraná, respeitando o perfil dos empreendimentos de cada localidade.

Observando que em média  27% das Micro e Pequenas Empresas fecham suas portas nos primeiros dois anos de funcionamento e a principal causa deste insucesso é a  falta de experiência dos empreendedores, o Governo do Paraná, com o objetivo de alterar este quadro em nosso Estado, criou o  Programa Bom Negócio Paraná que tem por objetivo a melorar a Gestão das Micro e Pequenas Empresas, unindo o conhecimento acadêmico das nossas Universidades Estaduais e o conhecimento prático de nossos empreendedores. 
Seja um Agente de Crédito do Banco do Empreendedor
Parceria estratégica
Mais negócios para sua região
Capacitação gratuita
saiba +





















O Bom Negócio Paraná
oferece cursos de capacitação  de 66 horas/aulas, e consultorias gratuitas em gestão empresarial  nas áreas de:

   Empreendedorismo e Projeto de Vida    Gestão de Negócios
   Gestão Financeira    Gestão de Pessoas
   Gestão Comercial    Gestão Estratégica






Os cursos de capacitação são realizados pelas Universidades Estaduais do Paraná.

Se você deseja participar da capacitação Bom Negócio Paraná siga os seguintes passos: 

Verifique se a sua cidade já possui convênio com a Fomento Paraná, aqui.

  • Em caso afirmativo, preencha sua ficha de inscrição, aqui.
  • Imprima a ficha e entregue-a para a entidade parceira responsável pelo curso em sua cidade.
  • A entidade parceira agendará a capacitação e lhe comunicará a data de início do curso.
Caso sua cidade ainda não possua convênio, você pode verificar como acessar as linhas de Financiameto do Banco do Empreededor Paraná  clicando aqui.

As principais linhas de financiamentos do Banco do Empreendedor Paraná são as modalides do Microcrédito e a  Micro e Pequenas Empresas.

1. MICROCRÉDITO
Programa de Microcrédito do Governo do Estado do Paraná, operacionalizado pela Fomento Paraná, que foi criado para atender pequenos empreendedores, sejam eles formais ou informais. 

1.1. ENQUADRAMENTO: 
O Programa é destinado à empreendedores formais ou informais, pessoas físicas ou jurídicas, que queiram empreender ou que já possuam um pequeno negócio e necessitem de financiamento para melhorar ou ampliar as suas atividades.

- Pessoas físicas ou jurídicas.
- Faturamento nos últimos 12 meses: de até R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais).

- Valores dos Financiamentos. 
- De R$ 300,00 (trezentos) até R$15.000,00 (quinze mil reais).

O que é NECESSÁRIO PARA ADERIR ao programa?

- É necessário procurar um Agente de Crédito junto às instituições parceiras de seu município (
clique aqui  e veja se no seu municipio tem  um agente de crédito) caso contrário entre em contado com a Fomento Paraná (Fone: 41 3883-7000 ou pelo e-mail falafomento@fomento.pr.gov.br)
- Residir há mais de um ano no município e ter endereço fixo;
- Ter faturamento bruto anual de até R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais).

1.2. ITENS FINANCIÁVEIS 
- Capital de Giro (mercadorias e matérias-primas para revenda);
- Investimento Fixo (obras/reformas, aquisição de máquinas e equipamentos);
- Investimento Misto (combinação dos dois acima).

1.3. ITENS NÃO FINANCIÁVEIS
- Insumos para o setor agropecuário (sementes, animais, etc.);
- Pagamento de dívidas;
- Aquisição de veículos;
- Itens de custeio (gasolina, bloco de nota fiscal, hospedagem);
- Cursos de aperfeiçoamento;
- Participação em sociedade;
- Compra de imóveis/ponto comercial.

1.4. TAXAS E PRAZOS 
As taxas podem variar de 0,55% ao mês até 1,07% ao mês.

1.4.1.SUBVENÇÃO DAS TAXAS 
Para o empreendedor ter o direito da diminuição de 5% ao ano nas taxas de juros  na forma de equalização a ser paga pelo Governo do Estado do Paraná é necessário:
1- O empreendedor ter participado  nos últimos 5 anos em curso de capacitação, promovidos pelos parceiros ou realizados por instuições de ensino reconhecidas pelo MEC e  na sua grade curricular tenha no mínimo 24 horas/aulas, abrangendo as matérias de Gestão Comercial, Gestão Financeira, Gestão de Pessoas, Gestão Estratégica ou Finanças Pessoais;
2- Pagamento das prestações em dia;
3-  Manutenção ou aumento da quantidade de empregados, no decorrer do prazo do financiamento.

Para mais informações entre em contato com a Fomento Paraná:
Fone: (41) 3883-8800 / 3883 7000
E-mail: falafomento@fomento.pr.gov.br

2. MICRO E PEQUENAS EMPRESAS 
A linha de financiamento Banco do Empreendedor Micro e Pequenas Empresas, criada pelo Governo do Estado do Paraná, é uma linha de crédito voltada para micro e pequenas empresas que querem modernizar e ampliar suas atividades gerando e mantendo empregos. 


2.1. OBJETIVO
Apoiar financeiramente a modernização e expansão das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Paraná. 

2.2. ENQUADRAMENTO:

MICROEMPRESAS:
-
Faturamento Contábil últimos 12 meses:  De R$ 24.000,00 (vinte a quatro mil reais) até R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais). 
VALORES DE FINANCIAMENTOS PARA MICROEMPRESAS:
-
De R$ 15.000,00 (quinze mil reais)  até R$ 100.000,00 (cem mil reais).
 
PEQUENAS EMPRESAS 
-
Faturamento Contábil dos últimos 12 meses: Acima de R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) até R$ 3.600.000,00 (três milhões e seissentos mil reais). 
VALORES DE FINANCIAMENTOS PARA PEQUENAS EMPRESAS :
-
De R$ 15.000,00 (quinze mil reais) até R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). 

Quando a proponente for controlada por outra empresa ou pertencer a um grupo econômico, a classificação do seu  porte (microempresa ou pequena empresa)  será dada considerando-se a receita operacional bruta consolidada do grupo.

2.3.  ITENS FINANCIAVEIS
Projetos de investimento que visem à ampliação, modernização e expansão da capacidade produtiva, ou seja: 

2.3.1. INVESTIMENTOS FIXOS
-
Obras civis (construção e reforma) e instalações;
- Financiamentos para produção e aquisição de máquinas e/ou equipamentos novos, de fabricação nacional, credenciados pelo BNDES ;
- Móveis e utensílios;
- Informatização;
- Treinamento vinculado a um projeto de investimento, desde que com objetivos e prazos definidos, limitado a 10% do valor dos itens financiáveis;
- Desenvolvimento de produtos e processos, incluindo gastos com compra, absorção e adaptação de tecnologia e assistência técnica;
- Veículo utilitário, desde que sua finalidade seja para uso nas atividades fins da empresa, fazer parte da logística operacional da empresa beneficiária e no máximo com 3 (três) anos de uso e limitados a 100% da avaliação da tabela Fipe. 

2.3.2. CAPITAL DE GIRO ASSOCIADO
O valor total do financiamento para capital de giro deverá ser calculado em função das necessidades específicas do empreendimento e corresponderá até o limite máximo de 70% do investimento fixo. 

2.3.4. ITENS NÃO FINANCIÁVEIS
- Refinanciamento dos bens adquiridos antes da data da entrada da solicitação de financiamento ou crédito;
- Empreendimentos e projetos que levem à degradação e não atendam as leis de preservação ambiental;
- Empreendimentos imobiliários residenciais, tais como: edificações residenciais, hotel residência e loteamentos;
- Jogos de prognóstico e assemelhado;
- Atividades bancárias e financeiras, ressalvado o apoio ao microcrédito ou cooperativas de crédito;
- Exploração e comercialização de madeira nativa, quando o projeto não estiver acompanhado de um programa de manejo sustentável e/ou reflorestamento de acordo com a legislação vigente;
- Empreendimentos em mineração, cujo processo de lavra seja rudimentar ou garimpo;
- Empreendimentos que utilizem mão de obra escrava ou infantil; 

2.4. CONDIÇÕES DO FINANCIAMENTO 

2.4.2 FINANCIAMENTOS PARA EMPRESAS COM MENOS DE 12 MESES DE FATURAMENTO .
Podem ser financiadas desde que atendam os seguintes critérios:
- os sócios devem possuir experiência mínima de 2 (dois) anos em atividades correlatas ao da empresa beneficiária;
- apresentem um plano de negócios;
- a participação da Fomento Paraná será limitado a 60% do valor total do financiamento sendo necessário a empresa solicitante participar com os outros 40% com recursos próprios e seu aporte deve ser comprovado conforme cronograma de liberações;
- será exigida garantia real representando no mínimo 200% do valor do financiamento;
- não contarão com a subvenção econômica em forma de equalização de taxa de juros.

2.5. PRAZOS
Até 60 meses, já inclusos nesse período a possibilidade de carência de até 12 meses, conforme análise da necessidade. 

2.6. FORMA DE PAGAMENTO
Os juros serão cobrados trimestralmente durante o período de carência, e mensalmente, durante o período de amortização, juntamente com as prestações do principal.
As prestações serão calculadas pelo Sistema de Amortização Constante – SAC. 

2.7. SIMULE AS PRESTAÇÕES DO SEU FINANCIAMENTO 
Clique aqui para baixar a planilha de simulção do financimento.

2.8. TAXA DE JUROS 
As taxas de juros podem variar de 0,55% ao mês até 1,07% ao mês, através da subvenção em forma de equalização da taxa de juros de 5% ao ano, paga pelo Governo do Estado do Paraná.
2.8.1. Taxa de juros sem a subvenção
A taxa de juros será  composta por uma parcela fixa de juros e a Tjlp e dependerá da classificação de risco (rating) de cada empresa:
“Rating”                Taxa de Juros              TJLP                 Taxa ao ano Final               Taxa ao mês
    A                                 6,30                        5,50                     11,80%                                        0,93%
    B                                 7,07                        5,50                     12,57%                                        0,99%
    C                                7,46                         5,50                    12,96%                                        1,02% 

2.8.2. Taxa de Juros com subvenção de 5% ao ano
Para o empreendedor ter o direito da diminuição de 5% ao ano nas taxas de juros, na forma de equalização a ser paga pelo Governo do Estado do Paraná, é necessário: 
1- A empresa (sócios, dirigentes, ou gerentes) ter participado, nos últimos 5 anos, de curso de capacitação promovidos pelos parceiros ou realizados por instuições de ensino reconhecidas pelo MEC que na grade curricular  tenha, no mínimo, 24 horas/aulas das matérias de Gestão Comercial, Gestão Financeira, Gestão de Pessoas, Gestão Estratégica ou Finanças Pessoais.
2- Pagamento das prestações em dia.
3- A manutenção ou aumento da quantidade de empregados, no decorrer do prazo do financiamento.
 
A empresa atendendo os requisitos acima, terá direito a redução das taxas de juros, conforme a seguir : 
Rating*                         Taxa de Juros          TJLP           Equalização       Taxa Final ao ano               Taxa Final ao mês
     A                                   6,30                           5,50                5,00                         6,80%                                          0,55% 
     B                                   7,07                           5,50                5,00                         7,57%                                          0,61%
     C                                   7,46                           5,50                5,00                         7,96%                                          0,64% 

*
Baseado na classificação de risco de cada empresa conforme análise de crédito, realizada pela Fomento Paraná.

2.9. OUTRAS DESPESAS

Despesas com avaliação das garantias reais, caso necessário, serão pagas pelo interessado.
IOF de 0,88% para financiamentos até R$ 30 mil ou de 1,88% para financiamentos acima de R$ 30 mil, conforme Decreto Federal nº 6.306 de 14/12/2007 e Instrução Normativa RFB nº 907 de 09/01/2009.

2.10. GARANTIAS
2.10.1. Aval de Terceiros
Poderá ser dispensada a garantia real e aceito o aval de terceiros, para financiamentos até R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).
O aval de terceiro para ser aceito deverá ser de pessoa física com patrimônio de 1,5 vezes o valor do financiamento, declarado no Imposto de Renda e/ou que tenha renda líquida compatível com o valor a ser garantido, não a comprometendo mais do que 30% da Renda Bruta. 

2.10.2. Garantias Fidejussórias
Independentemente das demais garantias porventura oferecidas, será sempre obrigatório o aval dos sócios e cônjuges.
 
2.10.3. Garantias Reais
O índice de garantia real deve corresponder, no mínimo, a 130% do valor do financiamento.
As garantias reais poderão ser constituídas por:
a) Hipoteca de 1º (primeiro) grau de imóveis,(os imóveis poderão ser de propriedade da empresa, dos sócios ou de terceiros);
b) Máquinas, equipamentos novos e veículos com até três anos de uso.
c) Outros tipos de bens propostos podem ser analisados caso a caso. 

2.10.4. Garantias obrigatórias
Os bens adquiridos por esta linha de financiamento obrigatoriamente deverão estar alienados a Fomento Paraná, independente das demais garantias exigida, conforme o caso é obrigatório o seguro total do bem a ser financiado. 

2.11. APROVAÇÃO, CONTRATAÇÃO E LIBERAÇÃO DO FINANCIAMENTO
A aprovação se efetivará após aprovação de cadastro e análise da viabilidade técnica, econômica e financeira do projeto.
A contratação se efetivará através de Cédula de Crédito Bancaria CCB, sendo que os respectivos custos de registros em Cartório serão por conta da empresa proponente/contratante.
A liberação dos recursos será feita por meio de depósito na conta corrente da empresa tomadora, em uma ou, no máximo, em até três parcelas, dependendo do valor do financiamento e do cronograma de execução do projeto.

2.12. COMO SOLICITAR SEU FINANCIAMENTO 

Primeiramente é necessário que a empresa:
• esteja em dia com suas obrigações fiscais, tributárias e sociais (impostos, taxas e contribuições);
• demonstre capacidade de pagamento, conforme análise de crédito realizada pela Fomento Paraná ;
• não apresente restrições cadastrais (tais como protestos de títulos, atrasos nos pagamentos de empréstimos e financiamentos, execuções fiscais, trabalhistas);
• não esteja em regime de recuperação judicial; e
• disponha de garantias suficientes para assegurar o retorno do financiamento 

Atendendo as condições acima os interessados podem procurar um Agente de Crédito junto às instituições parceiras,(clique aqui para ver se sua cidade conta com um Agente de Crédito credenciado), ou entre em contato com a Fomento Paraná pelo número 41 3883-7000 ou e-mail falafomento@fomento.pr.gov.br

2.12.1 SOLICITE SEU FINANCIAMENTO 
Se voce tem interesse em encaminhar uma proposta de Financiamentos para valores acima de  R$ 15.000,00 (quinze mil reais), deverá realizar o cadastramento da sua proposta diretamente em nosso site :

 
Clique aqui  para realizar o cadastro da sua proposta de financiamento.

A partir do cadastramento, você receberá uma senha e login para acompanhar o andamento da proposta. O envio das informações se dará em ambiente seguro dentro do sistema FomentoNet.

2.12.2. LISTA DE DOCUMENTOS PARA O CADASTRO

EMPRESA PROPONENTE
• Ficha cadastral Pessoa Jurídica
• Declaração de Autorização para Consultas Pessoa Jurídica
• Cópia do contrato social e alterações, registrados na Junta Comercial (JC);
• Cópia do comprovante de endereço da empresa (água/luz/telefone até 90 dias);
• Comprovante de inscrição municipal, para empresas contribuintes do ISSQN;
• DASN (Declaração Anual do Simples Nacional) e DAS de todos os meses do exercício atual para empresas enquadradas no Simples Nacional;
. DIRPJ do exercício anterior e relação do faturamento mensal do exercício atual assinada pelo contador e pelo representante legal para empresas enquadradas no regime de Lucro Presumido ou Lucro Real;
• Declaração dos sócios indicando e-mail autorizado.

SÓCIOS, AVALISTAS / PROPRIETÁRIOS DE GARANTIA NÃO SÓCIOS E RESPECTIVOS CÔNJUGES
Uma ficha para cada sócio, avalista ou se for o caso, proprietário de imóvel oferecido em garantia, na qual deverão constar os dados e assinatura do cônjuge.
• Ficha cadastral Pessoa Física;
• Autorização para Consultas Pessoa Física;
• Cópia do comprovante de endereço (água/luz/telefone até 90 dias);
• Cópia da certidão de casamento (c/ averbação, se separado) ou da Declaração de União Estável. Se viúvo(a), cópia da certidão de óbito do cônjuge;
• Cópia do RG, autenticada em cartório ou com declaração de “confere com original” do agente de crédito (todos os envolvidos, inclusive cônjuges);
• Cópia da última declaração de IR com comprovante de entrega (todos os envolvidos, inclusive cônjuges);

Importante:
A assinatura na Proposta pelos representantes legais, nas autorizações para consultas e em todas as Fichas Cadastrais pelos proponentes nominados, é requisito indispensável para análise. As demais páginas deverão ser todas rubricadas.

Observação:
No decorrer do processo de financiamento poderão ser solicitadas informações e documentos complementares.

2.13. INFORMAÇÕES IMPORTANTES 
Capital de Giro
O capital de giro não pode ser financiado isoladamente, pois os financiamentos são para projetos, onde o capital de giro pode ser um dos itens, mas sempre associado a outros itens de investimento que compõem o quadro do financiamento.

Gastos já realizados 
As empresas que realizaram investimentos fixos com recursos próprios nos últimos 12 meses, poderão solicitar o financiamento deste valor limitado a 70% dos gastos já realizados e devidamente comprovados.
 
Liberação dos valores

A liberação dos financiamentos ocorrem de acordo com o andamento do projeto. Caso o prazo previsto para realizar o investimento seja superior a 3 meses, as liberações serão realizadas parceladamente, dividindo-se em trimestres. Por exemplo, uma obra cujo cronograma prevê sua realização em 9 meses, a liberação ocorrerá em 3 parcelas. Caso o prazo seja inferior ou igual a 3 meses, a liberação ocorrerá em uma única parcela. Lembrar que poderá haver o desconto do IOF (se a linha de crédito utilizada exigir). 
A parcela do financiamento correspondente ao capital de giro não pode ser liberada a qualquer tempo, ela deverá sempre ser liberada após a última (ou única) parcela do financiamento dos itens de investimento fixo. Por exemplo, se o projeto envolve construção, máquinas e capital de giro, este último só será liberado quando a construção estiver pronta e a máquina tiver sido recebida e paga, possibilitando o início das operações do empreendimento financiado. 

Como são liberados os recursos
O valor dos recursos são liberados em parcelas ou em uma única vez após a assinatura do contrato e registro das garantias. Quando houver mais de uma parcela posteriores à primeira, ocorrerão conforme o projeto for sendo executado e comprovado, física e financeiramente. Por exemplo, para pedir a liberação da segunda parcela, o engenheiro da Fomento Paraná verificará se o investimento previsto com a primeira parcela está realizado, e outros analistas farão a conferência dos comprovantes (de aquisição e pagamento) de gastos apresentados.
O crédito deverá ser liberado em conta corrente de movimento (não pode ser conta-investimento / poupança) da empresa financiada, exceto no caso de máquinas novas em que o recurso liberado será creditado diretamente ao fornecedor. 

De que forma são cobrados os financiamentos
A Fomento Paraná cobrará as prestações do financiamento, mediante emissão de boleto bancário todos os meses – a parte dos juros na prestação é calculada com a TJLP que estiver vigente, isto é, é variável - a ser enviado via correio no endereço indicado pela empresa. Caso a empresa tenha cumprido no mês anterior o requisito de número de empregados mínimo, a equalização estará expressa como desconto na parcela e poderá ser abatida desde que a prestação seja paga no vencimento.

Para mais informações, entre em contato conosco.
Fomento Paraná
Av. Vicente Machado, 445 – Centro – Curitiba, PR – CEP 80420-010
Fone (41) 3883-8800 / 3883 7000
E-mail: falafomento@fomento.pr.gov.br

Recomendar esta página via e-mail: